Blog

A Origem dos Paetês

O nome Paetê tem origem da palavra Sequin do inglês, sinônima de Sikka em árabe, significa moeda, que servia para embelezar as roupas dos reis e rainhas, e também para adornar a roupa de ciganos viajantes. As tais moedas eram costuradas nas roupas pra designar riqueza e status.

Foi nos EUA, no início do século XX, que os paetês ou lantejoulas foram industrializados e comercializados. Feitas de plástico, elas foram popularizadas em Nova York e eram usados nos espetáculos da Broadway. Os vestidos de lantejoulas surgiram na moda no começo dos anos 40, sendo utilizado em suas criações pela primeira vez por Coco Chanel (foto).

Na década de 60, o surgimento das discotecas provocou muitos estilos extremos e nos anos 70 a moda discoteca já se tornara aceitável tanto para o dia como para a noite, foi neste período que acessórios metálicos extravagantes e lantejoulas voltaram à moda. Entretanto, o uso da lantejoula nas roupas ficou popular nos anos 80, impulsionado pela febre da era “disco” e por meio da música pop com os artistas David Bowie, Madonna e Michael Jackson. No Brasil, nos anos 80, o paetê tornou-se marca registrada das Chacretes, assistentes de palco do programa do Chacrinha, que o usavam em seus maiôs.

O paetê também é figura constante nos tapetes vermelhos de Hollywood, trazendo o brilho nos vestidos das atrizes e, atualmente, o paetê está em alta e aparece nas tendências de moda no mundo todo.

Compartilhe este Post